Publicado em 03 de janeiro de 2011 - Atualizado há 7 anos atrás

Copa do Brasil: União terá que enfrentar o Guarany fora de casa.

O vendaval que destruiu parte do Luthero Lopes, aconteceu há quase três meses e a prefeitura ainda não começou a limpeza da área para recuperação.

Copa do Brasil:  União terá que enfrentar o Guarany fora de casa.

Futebol MT (Redação Futebol MT), em Rondonópolis

O vendaval que levou a cobertura do Estádio Engenheiro Luthero Lopes, foi no dia 07 de outubro do ano passado. Na próxima sexta-feira, completa três meses, e até a data de hoje a administração do município não iniciou nem a retirada dos entulhos. Dificilmente o União poderá fazer a partida de estréia na Copa do Brasil em casa.

A maior preocupação dos dirigentes do time de Rondonópolis é que a (CBF) Confederação Brasileira de Futebol, manda uma pessoa vistoriar os estádios 15 dias antes do inicio da competição. O União enfrenta o Guarany no dia 16 de fevereiro, levando em consideração que três meses não foram o suficiente para eles iniciarem a limpeza do local, imagina a recuperação em 40 dias, alfinetou um dos diretores do União.

O estádio mais próximo de Rondonópolis é o Eurico Gaspar Dutra, em Cuiabá. O Dutrinha recebeu uma reforma para sediar os jogos dos times da capital, uma vez que o estádio Governador José Fragelli, o Verdão será palco de jogos na Copa de 2014, e o antigo Verdão está em obras.

O Dutrinha tem capacidade para 7.000 mil pessoas, enquanto o Luthero suporta o dobro de torcedores.

O procurador do município Efrain Alves, disse que a parte de iluminação será recuperada antes do inicio do campeonato estadual, que inicia-se no dia 30 de janeiro. A Federação Mato-grossense de Futebol, divulgou a tabela dos jogos no Luthero para as 16hs, evitando maiores transtornos para as equipes de Rondonópolis.

Segundo o procurador a prefeitura aguarda o resultado de um laudo técnico, para avaliar se o município inicia as obras de recuperação ou se aciona judicialmente a empreiteira que fez a obras em 2008. Esta foi a segunda vez que temporal destrói parte do estádio. Além da cobertura o município terá que reconstruir as cabines de imprensa e parte do muro que cerca a lateral do estádio.

 

Aumento de gastos.

Logo depois da destruição os gatos públicos seriam com  a limpeza  e a recuperação do que o forte vendaval derrubou. Hoje além de recuperar, o poder público terá que recompor parte da instalação elétrica que foi furtada. A fiação que fora retirada é a que abastecia duas torres de iluminação da praça esportiva.

De acordo com o andamento das obras públicas na cidade, o Luthero não será recuperado antes da próxima gestão, finalizou um dos dirigentes do  União.

Compartilhe