Publicado em 10 de outubro de 2017 - Atualizado há 1 semana atrás

e prega equilíbrio no Brasileirão

Fluminense evita desespero

e prega equilíbrio no Brasileirão

GAZETA ESPORTIVA

O Fluminense aparece na 16ª posição no Campeonato Brasileiro com 31 pontos conquistados, apenas um a mais do que a zona de rebaixamento. Motivo para desespero? Na visão dos tricolores não. Até porque, oito pontos, por exemplo, o separam da área que hoje renderia uma vaga na próxima Copa Libertadores.

“Nós estamos vendo as coisas muito emboladas. Os times estão oscilando muito. Falam do Fluminense porque hoje está perto da zona de rebaixamento, mas o próprio Corinthians, que fez gordura, caiu de produção no segundo turno, pois não dá para manter o ritmo ao longo de toda a competição. Se analisarmos, tirando aqueles que dispararam, o resto está tudo embolado. Duas vitórias levam para cima e duas derrotas derrubam na tabela”, disse o goleiro Diego Cavalieri.

Justamente por conta disso, a ordem é não olhar para os números e se concentrar apenas no próximo compromisso, no duelo contra o Flamengo, nesta quinta-feira, às 17h(de Brasília), no Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ), pela 27ª rodada.

“O importante é jogarmos pensando em ganhar os nossos jogos, um de cada vez, e não nos afobarmos por conta da posição na tabela. A competição está muito equilibrada. Se ganharmos dois jogos vamos lá para cima e vão falar em Libertadores. Hoje quem briga lá em cima, se perder duas ou três começa a ficar em situação incômoda. Essa competição é diferente e exige equilíbrio e concentração”, afirmou o atacante Henrique Dourado.

Nesta terça-feira o elenco realizou um treino fechado, sem a presença da imprensa, e por isso a escalação só deverá ser revelada pelo técnico Abel Braga minutos antes do confronto. Para este jogo, os zagueiros Henrique e Renato Chaves, em transição do departamento médico para a preparação física, não estarão à disposição, assim como o atacante Wellington Silva, que se recupera de dores na região pubiana. Depois de ser submetido a duas cirurgias no pé direito, o experiente zagueiro Gum deverá ser relacionado. Outro que retorna para a zaga é Nogueira, que cumpriu suspensão contra o Grêmio e reaparece na vaga de Frazan, o suspenso da vez por acúmulo de cartões amarelos. O elenco do Fluminense treina pela última vez antes do clássico na manhã desta quarta-feira e depois começa o período de concentração.

Fora de campo, a negociação com Carlos Alberto Parreira não andou e dificilmente ele vai aceitar assumir a vice-presidência de futebol na vaga de Fernando Veiga, demitido na semana passada. Agora, o presidente Pedro Abad estuda outros nomes, como o de Júlio Domingues, que foi vice-presidente geral na gestão de Roberto Horcades, e o de Pedro Bhering, atualmente diretor de Xerém, onde fica as categorias de base. A definição, porém, não deve sair esta semana.

Compartilhe