Florentino cutuca Uefa, diz que clubes 'vão morrer até 2024' e responde se Real Madrid boicotará próxima Champions

Real Madrid C.F./Víctor Carretero

Nessa segunda-feira, o presidente do Real Madrid, Florentino Perez, deu uma forte entrevista ao programa El Chiringuito, muito famoso na Espanha. Falando sobre a grande pauta dos últimos tempos, o cartola fez questão de cutucar a UEFA, com quem esses 12 clubes agora travam uma 'guerra'.

"Quem dirige os monopólios, a UEFA, tem que ser transparente. A UEFA não tem uma boa imagem, não quero falar coisas que aconteceram na UEFA, mas tem que ser diálogo e não ameaças. Eles apresentaram um formato que ninguém entende e dizem que começarão em 2024, sendo que em 2024 estaremos mortos. Há clubes que perderam centenas de milhões", falou sobre o novo formato apresentado pela entidade para a Champions League.

Ainda na 'guerra' com a UEFA, Perez criticou a postura de Aleksander Ceferin, presidente da entidade: "O que não pode ser é que o presidente da Uefa insulte, como insultou Agnelli. A UEFA tem que mudar, não queremos um presidente que insulte e queremos transparências. Todos mudamos e mudamos para melhor. Não se pode conceber isso na Europa democrática, essas coisas não se dizem, para o bem da sociedade."

O presidente ainda respondeu sobre um suposto boicote à Champions, mas deixou a situação em aberto: "Não vamos dizer "ou isso ou nada”. Ao menos agora. Tentamos nos aproximar de todos. Se antes de agosto não chegarmos a um acordo com a UEFA, então esperaremos um ano. Pode ser que não dê para fazer, mas teremos tentado."