E o Paquetá? Comissão técnica da Seleção explica ausência do meia até agora

Apontado como futuro protagonista da seleção brasileira pelo técnico Tite, Lucas Paquetá ainda não conseguiu trazer essa expectativa para o presente. O meio-campista de 22 anos é o único jogador dos setores mais ofensivos, de criação e finalização, a ainda não ter entrado em campo na Copa América. Nem mesmo na goleada por 5 a 0 sobre o Peru, definida desde o primeiro tempo.

A comissão técnica assegura estar satisfeita com o desempenho de Paquetá nos treinos, assim como de todos os outros jogadores. No último fim de semana, inclusive, foi notória a intenção de Tite em valorizar todo o grupo, ciente de que num torneio curto muitos acabam participando menos do que esperavam.

– Ele é um jovem com bastante futuro, mas temos que ter cuidado. Não sei quem falou, acho que foi o Bielsa, que é fácil lançar jogadores, mas lançar no momento certo para ter a condição de produzir é desafiador. Ele vai ter seu momento, sua circunstância. A vinda para cá, para ele, já é uma coisa extraordinária. É um jogador jovem que se afirmou agora – disse Tite, sobre o meia do Milan.

No sábado, Coutinho, o titular de sua função, até foi substituído, mas por Willian. O técnico preferiu deslocar Firmino para o papel de meio-campista e Gabriel Jesus para o comando do ataque.

– Queremos manter todos bem. Cada jogador nos empresta características importantes, pode ser que algum jogo exija a presença do Paquetá – completou o auxiliar Cleber Xavier.

Além de Paquetá, ainda não entraram em campo na Copa América os goleiros Ederson e Cássio, o lateral-direito Fagner e os zagueiros Miranda e Militão.