City marca aos 45 do segundo tempo e sai na frente do Borussia Dortmund

Getty Images

É justo dizer que o Manchester City já foi mais convincente ao longo da temporada do que nesta terça-feira. Mas agora estamos nas quartas de final da Liga dos Campeões, onde o time de Pep Guardiola foi eliminado três vezes consecutivas. Há alguns demônios internos, uma barreira mental a ser superada. Vencer o Borussia Dortmund por 2 a 1, em casa, portanto, está longe de ser uma notícia ruim. De Bruyne, o craque do jogo, e Foden, aos 45 minutos do segundo tempo, marcaram para os ingleses. Reus descontou em assistência de Haaland, num gol fora que pode ser precioso.

O Manchester City jogará por qualquer empate na próxima quarta-feira, em Dortmund, para chegar na semifinal pela segunda vez em sua história (a primeira e última aconteceu em 2015/16). O Borussia ficará com a vaga se vencer por 1 a 0 ou por qualquer placar por dois gols de diferença. Os alemães vencendo por 2 a 1 forçam a prorrogação, mas caem nos gols fora se vencerem pelo placar mínimo com dois ou mais gols do City.

De Bruyne mais uma vez comandou o Manchester City. Abriu o placar aos 19 minutos em jogada que começou com ele na intermediária e terminou com a finalização na pequena área após passe de Mahrez. Na etapa final, seguiu criando chances, não aproveitadas por Foden, até que cruzou para Gündogan ajeitar para o próprio camsa 47 inglês fechar o placar aos 45 minutos do segundo tempo. Ele recebeu o prêmio de melhor em campo após o jogo.


O Borussia Dortmund tinha dificuldades para criar. Em determinado momento do segundo tempo recuperava a bola e perdia em seguida. Até que, numa escapada, Haaland recebeu de costas e já acionou Reus, que ficou cara a cara com Ederson e empatou o jogo aos 39 do segundo tempo. Foden deu a vitória ao City, mas o gol pode ter mudado o confronto...

O árbitro romeno Ovidiu Haţegan foi personagem no primeiro tempo ao dar um pênalti inexistente de Can em Rodri, mas voltou atrás com o auxílio do VAR. Em seguida, porém, deu falta de Bellingham em lance com Ederson antes mesmo de o inglês ficar livre para empatar o jogo após roubar a bola do goleiro brasileiro. O replay mostrou que o jovem do Borussia tocou na bola instantes antes do chutão.