Mãe de Ronald, jogador da base do Flamengo, morre vítima do coronavírus no Rio

  • Por GloboEsporte.com
  • 07/05/2020 às 16:12
  • Nacional
Foto: Reprodução Twitter

Foto: Reprodução Twitter

Débora, mãe do atacante Ronald, que ano passado atuou pelo do sub-17 do Flamengo, é mais uma vítima fatal do coronavírus no Rio de Janeiro. Ela, que tinha 39 anos e morava na comunidade Gogó da Ema, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, morreu nesta quinta-feira.

A mãe de Ronald era a grande entusiasta da carreira do atacante. Ela havia feito exame para o Covid-19 e estava entubada há uma semana, mas não resistiu.

Amigos da família se reuniram, orçaram o valor para o enterro e entraram em contato com o Flamengo para saber se ajudará nas despesas. O clube informa que todo o suporte e apoio foram e estão sendo prestados à família desde o momento da internação.

Ronald despertou interesse do Flamengo depois de ser o artilheiro, com sete gols, e eleito o craque da Taça das Favelas 2019 pelo Gogó da Ema. Ele assinou contrato de três anos com o clube e fez parte do time que conquistou o Brasileiro da categoria.

Ele completou 18 anos em março e agora vai defender a equipe sub-18, que ainda não atuou nesta temporada. Enquanto tinha 17 anos, ele ficava alojado no Ninho do Urubu.