Ronaldo marca, Juventus vence o Napoli no sufoco e cola no Milan na vice-liderança do Italiano

MB Media/Getty Images

Em jogo adiado da terceira rodada do Campeonato Italiano, a Juventus venceu o Napoli por 2 a 1. O duelo foi realizado no Allianz Stadium, em Turim, na quarta-feira (07/04). Ronaldo e Dybala marcaram para a "Velha Senhora", enquanto Insigne descontou para os napolitanos.

O confronto, que estava marcado para o dia 4 de outubro, não aconteceu porque o Napoli foi proibido pelas autoridades de saúde de viajar após surgirem casos de COVID-19 no elenco. Chegou a ser decretado o W.O. a favor da equipe alvinegra, mas o resultado foi contestado pelos visitantes até que uma nova data fosse decidida.

Com o resultado, o clube do técnico Andrea Pirlo subiu para a terceira colocação, com 59 pontos, apenas um atrás do Milan. A Inter de Milão, que lidera a competição, tem 71.

Já os visitantes, comandados pelo ex-volante Gattuso, ocupam a quinta posição, com 56.

Depois de falhar no empate no dérbi contra o Torino, Szczesny foi sacado do time titular e deu lugar ao veterano Buffon, de 43 anos.

A Juventus abriu o placar logo aos 12 minutos do primeiro tempo. Chiesa fez boa jogada, passou por dois marcadores e cruzou rasteiro para Cristiano Ronaldo, que apenas completou para o fundo da rede.

Mesmo sem ritmo de jogo, Buffon mostrou a velha categoria no segundo tempo. Aos dois minutos, Di Lorenzo recebeu passe dentro da área e finalizou cruzado, mas o goleiro da "Velha Senhora" fez uma grande defesa. Aos 12, o arqueiro salvou um chute rasteiro de Insigne pelo lado esquerdo da área.

A pressão do Napoli continuou. Aos 24, Fabián Ruiz chutou com força de fora da área, mas Buffon pegou outra vez.

O castigo veio dois minutos depois com Dybala, que entrou no segundo tempo. Cristiano Ronaldo tocou na direita para Bentancur, que passou para o argentino. O craque dominou a bola e chutou colocado, sem chances para o goleiro.

Aos 42, Chiellini atingiu o atacante Osimhen com o joelho dentro da área. O árbitro marcou o pênalti. Insigne chutou colocado no canto direito de Buffon, que pulou para o lado oposto. Os napolitanos seguiram a pressão até o apito final.